Tamanho da fonte: A A A

Contraste: Libras:

GAEPE/GO recebe novas adesões

Judiciário, MPE, Defensoria Pública e MPs de Contas se juntaram ao TCMGO e ao TCE-GO e aderiram ao Grupo. Objetivo é amenizar os efeitos da pandemia na educação.

Com a participação do Sistema de Justiça de Goiás, o Gabinete de Articulação para Enfrentamento da Pandemia na Educação Pública (GAEPE-GO) deu mais um passo para a sua estruturação. Representantes do Poder Judiciário, do Ministério Público Estadual e da Defensoria Pública e dos Ministérios Públicos de Contas do Estado e dos Municípios juntaram-se aos tribunais de Contas do Estado (TCE-GO) e dos Municípios (TCMGO), durante videoconferência realizada no final da tarde de ontem (9/jul).

O Presidente do TCMGO e do CNPTC (Conselho Nacional dos Presidentes dos Tribunais de Contas), Joaquim de Castro, o conselheiro Fabrício Motta, o Procurador Geral do MPC José Gustavo Athayde e o auditor de controle externo do TCMGO, Roberto Coutinho, participaram da videoconferência. Coutinho é o responsável pelo Programa de Acompanhamento do Plano Nacional de Educação (PNE/TCMGO).

O GAEPE-GO é coordenado pelo Instituto Articule e pelo Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB).

Durante o encontro de ontem (9.7), os participantes mapearam as principais demandas que chegaram às instituições no período, assim como preocupações, metas e desafios de atuação institucional em favor da educação pública.

Na próxima quinta-feira (16/jul) será a vez dos gestores e entidades ligados à Educação no Estado se integrarem ao projeto. O objetivo é ampliar o diálogo, para uma atuação articulada entre poderes e órgãos autônomos, garantindo mais segurança jurídica aos gestores durante e após o período de pandemia.

Fonte: ASCOM TCE-GO