Tamanho da fonte: A A A

Contraste: Libras:

Estudo do CTE-IRB e Iede indica alto risco de evasão escolar durante a pandemia

Live com os resultados acontece hoje (25). Em Goiás, a pesquisa foi realizada por auditores do TCMGO.

O Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB), o Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede) e os Tribunais de Contas lançam hoje (25), às 14h, o estudo “Permanência Escolar na Pandemia” (PEP), que traz um panorama sobre a adesão dos estudantes da rede pública às atividades propostas pelas escolas durante a pandemia. A transmissão da pesquisa será realizada no Canal do Iede no Youtube (https://www.youtube.com/c/PortalIede).

O estudo também procurou verificar a frequência dos alunos às aulas, as práticas adotadas pelas redes de ensino para evitar o abandono e a evasão escolares, além de identificar ações que ajudaram a garantir a manutenção do vínculo entre os alunos e as escolas. Ao longo da pesquisa, surgiu a necessidade de avaliar ainda a gestão, sistematização e organização dos dados dos estudantes pelos estabelecimentos de ensino. “Uma criança ou jovem de 4 a 17 anos precisa estar na escola, precisa ter seu direito à educação atendido. O estudo é sobre o olhar para esse direito, se as redes estão conseguindo acompanhar e garantir a permanência, e também para trazer referências do que pode ser feito por quem não está conseguindo”, explica Ernesto Faria, diretor do Iede.

O PEP contempla informações de redes de ensino de 23 Estados e no Distrito Federal. A coleta e a validação dos dados foram realizadas por técnicos de 29 Tribunais de Contas, que aplicaram um questionário a mais de 1,2 mil redes de ensino de todas as regiões do País. A iniciativa tem o apoio da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), do Instituto Rui Barbosa (IRB) e do Conselho Nacional de Presidentes dos Tribunais de Contas (CNPT).

Em Goiás, o levantamento foi realizado pelos auditores do TCMGO, Marcus Machado de Lima e Matheus Frota França. Para eles, apesar das dificuldades, o trabalho foi gratificante e só reforça a importância das redes de ensino na disseminação de boas práticas.

Confira os índices de participação dos alunos de cada região do Brasil na live desta quinta-feira, a partir das 14 horas.